domingo, 6 de novembro de 2011

AS ATRAPALHADAS DO MOTTA ( HOJE NEGRO MOTTA )

Por ocasião do encontro de Mandioqueiros em Ijuí,  conversei com alguns ex-colegas da minha época e também com outros  da década de 80 e 90.
Contaram  MANCEBOS e  MOÇOILAS, que o Negro Motta voltou ao IMERAB,  na década seguinte a sua formatura , querendo dar uma de sabido como SORRO VELHO. Entretanto, o dito cujo como era professor de  Horticultura e Fruticultura  (se não me falha a memória)  andava mais atrapalhado que cobra que perdeu o veneno. O  cuera por não dominar a didática querendo aparecer para as MOÇOILAS,  ficou TAFONEIRO  de tanto usar a expressão de Geraldo Vandre: "Para não dizer que não falei de flores"... 
O dito BORDÃO de tão usado foi execrado pelas MOÇOILAS que desesperadas,  pediam socorro para os demais professores com didáticas avançadas.  Elas não aguentavam  o tal professor,  MAIS ENROLADO QUE LINGUIÇA  DE VENDA DE CAMPANHA.
NEGRO MOTTA (que não me atende no celular),  tu continuas usando teu velho bordão, para conquistar MOÇOILAS INCAUTAS DESAVISADAS?...


Daio - RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.