sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

CLAUDIA ANTONINI - ELEIÇÕES ITALIANAS 2013

Foto: Uma eleitora me pergunto e eu respondo:
 
1. Eu que sou italiana, mas não uma "oriunda" como você, como você poderá me representar na câmara? Os oriundi são meu foco de trabalho. Nunca tivemos um parlamentar oriundo nascido no Brasil apesar de termos 30 milhões deles aqui. Mesmo assim nunca deixaria de defender a Itália e os direitos dos demais cidadãos, vivi lá sete anos de minha vida e conheço bem o sistema.

2. Qual é a sua opinião sobre o direito à transmissão do sobrenome da mulher aos filhos? Direito legítimo que tem que ser respeitado.

3. Visto ser mulher e por mostrar-se próxima à Ministra Eleonora (SPM/PR), à Ministra Maria do Rosário (DH) e à Aparecida (enfrentamento à violência-SPM/PR), gostaria de saber quais são as propostas para: a. o combate ao tráfico de mulheres, no Brasil e na Itália; b. o combate à violência contra a mulher, no Brasil e na Itália, c. qual a sua opinião sobre o aborto e sobre a lei 194/78? Este ponto é um dos meus focos na interlocução entre nossos dois países (aliás creio que não só com a Itália mas também com a Espanha, seja um tema muito importante a tratar) além dele uniria o turismo sexual e a exploração sexual de menores. Sou a favor da interrupção voluntária da gravidez e, por conseguinte, a lei 194/78.

4. Pretende estabelecer espaço físico de interação com @s ital@s brasileir@s que estão na Itália e no Brasil? Sem dúvida, um gabinete lá e outro aqui para fomentar a interação, para servir de ponte, de fonte de informações e orientação (exatamente o que não encontramos em nossos cosulados e comites)

5. Por que o PD não tem nenhuma candidata mulher ao senado? Pergunta que fiz imediamente ao nosso coordenador quando a lista foi homologada e, devo te dizer, a resposta não me satisfez e - passado o furação das eleições - pretendo trazer ao debate no partido

6. Por que escolheu o PD para se candidatar? Sou filiada ao PD desde a sua criação e creio que para ser parlamentar é importante ser parte de um partido forte e organizado. Não acredito nas listas de associações que trabalharão sem bancada no parlamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.