terça-feira, 2 de julho de 2013

ENCONTRO DA TURMA DOS MANDIOQUEIROS PERSISTENTES DO IMERAB DE IJUÍ - RS.



Neste mês comemoramos 40 anos de formatura no IMERAB Turma 1970/73
Lembrar dos anos “70” é sentir saudades!

Sentimos saudades das músicas prediletas da época e que ainda hoje não cansamos de ouvir, pois elas eternizam o romantismo da nossa juventude!  Lembram, como era difícil a gente ouvir as músicas preferidas, pois  um rádio a pilha era o recurso disponível. Como era longa a semana, não passava o tempo. O fim de semana era destinado aos estudos... e escutar aos sábados a tarde “os campeões da simpatia” pela Rádio Progresso de Ijuí e aos domingos a tarde a reprise, para delírio dos corações românticos e apaixonados!

Sentimos saudades quando lembramos do convívio com os colegas de aula, das viagens no caminhão em carroceria aberta dirigido por “Seu Prego”  e dos confortáveis bancos de madeira... dos professores, do CEJAI, das saída a noite para o escurinho do cinema...

Saudades dos bons papos no “chateau” tomando um mate a tardinha e  de pronto,  uma caipirinha era dividida entre os apreciadores da boa água. Saudades do “Nego Motta” quando dizia:
-  “Velho Barreiro” é pinga da boa!!!

É nesse clima de saudade dos colegas e dos bons tempos do IMERAB, que Os Persistentes estão se preparando para o Encontro dos 40 Anos de Formatura dia 21 de julho em Ijuí na escola com almoço festivo no Parque da Expoijuí/Fenadi.

Queremos na oportunidade, dividir nossa alegria de comemorar a vida com todos os colegas 1970/73 incluindo as colegas de Economia Doméstica, Professores da época, atual Direção e a Equipe do Batismo de 1970 liderada pelos amigos Neri Malmann, Zaldir Aroldi, Roque Farias, Pedro Paulo Martins, entre outros.

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos” - Charles Chaplin.

Quero teu abraço dia 21 de julho em Ijuí!

Luiz Carlos Carbonari
Técnico Agrícola
Formando IMERAB 1973


Um comentário:

  1. Carbonari!
    Eu lembro do outro motorista que tinha apelido de Ticanha.Lembro também, de todas Irmãzinhas do internato,das dedicadas funcionárias, a dona Aurora e a dona Olga.Na cozinha lembro da simpatia da dona Adelaide e suas ajudantes.Lembro também do Pouca Banha.
    Muitas e muitas saudades dos anos 1971/74.
    Abraços para ti e para Ana Maria.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário.