segunda-feira, 24 de março de 2014

RELÓGIO DO CORAÇÃO

 

Houve viagens que não teve fim até hoje, como há também o percurso que nem lembramos de ter feito.
O relógio do coração marca um tempo diferente.   O das emoções que perduram do tempo de IMERAB e, que mostram o verdadeiro tempo da existência da gente.
Já nos encontramos diversas vezes , mas nunca termina o sentimento de  "quero mais"
Assim foi nosso REENCONTRO na propriedade do Nelsinho e Léo
Fomos acolhidos  com um carinho impossível de descrever , juntamente com seus familiares.
A cada reencontro constatamos que nossa amizade de escola é um vínculo que temos com nossa juventude e nos mantém feliz,  vivos e jovens de "cabelos brancos".

       Depois de andarmos 90km  o competente motorista,  senhor Sergio avistou o local da entrada da 
    .  fazenda.Um lugar lindo,plano com terra vermelha.
       Localidade de Coimbra no município de São Miguel das Missões.

    "Sejam bem vindos ao meu pago".Rivadal o visitante e , Nelsinho o anfitrião.

     Como é bom abraçar um amigo.Carmen e Nelsinho,Mandioqueiros da mesma época.

    Alegria e sorrisos da Vera Lúcia.   Cativa sempre com a simpatia.

    O nosso amigo e parceiro de encontros.O saudoso professor Isaac e a sua amada Dete recebendo as
    boas vindas do Nelsinho.

                         O abraço do amigo André,  no anfitrião Nelsinho.

     O sorriso era largo em todos Mandioqueiros.Na foto o Edemir Colorado,  recebendo um abraço.

     Os Mandioqueiros Carbonari,Gobo e o Nelsinho eram colegas de aula.Hoje os três são simpáticos
     avós.

      Rosa Maria (minha amiga dos tempos de debutante em Cerro Largo ) juntamente com o esposo
      Rozendo recebendo os cumprimentos do Mandioqueiro Nelsinho.

    O nosso Xerife Pittol ,Rozendo e o anfitrião Nelsinho.

     A Mandioqueira  Daio foi  a última a descer do ônibus.É claro com direito a foto com o anfitrião
     Nelsinho. A direita o professor Isaac.

    Isaac  com o anfitrião Nelsinho na entrada do galpão.No carrinho produtos da propriedade.  
     É claro que eu trouxe MANDIOCA NOVA para POA e mais uma das amarelinhas( a menor)
     também.Por enquanto está decorando minha mesa mas em breve....camarão na moranga.

    O professor Isaac admirado com o tamanho das Mandiocas.


Texto - Vera Lúcia - Ijuí - RS.
Fotos e legendas - Daio - POA - RS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.