segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

COMO ERAM AS AULAS NO IMERAB

Como vim parar aqui?.....
Vivia na cidade de Porto Xavier - RS e fui assistir a apresentação de uma escola de Ijuí. Era o Mini-Show do Instituto Municipal de Educação Rural Assis Brasil. Conversei com alguns componentes do grupo e fiquei sabendo sobre a ESCOLA. Me entusiasmei pelo curso de Economia Doméstica e vim em busca de preparação para a vida, como profissional, esposa, mãe e dona de casa, e foi o que o curso me proporcionou.
O que eu mais gostava era das disciplinas técnicas. Tínhamos vontade e responsabilidade com a aprendizagem, respeitávamos os professores, e nos esforçávamos em aproveitar ao máximo o que nos era ensinado. Não havia problema de disciplina, nem desrespeito entre colegas. Para nós o mais importante era sermos boas alunas/pessoas do bem.
O curso era em tempo integral e éramos internas, o que fazia com que tivéssemos maior convivência com as colegas, tornando-nos quase irmãs, e nossos professores considerados como pais, visto que todas nós éramos de longe e a distância da família nos levava a buscar socorro junto a uns e outros.
Nos intervalos das aulas trocávamos receitas,amostras de crochê e de trabalhos manuais. Umas ensinavam as outras... era uma troca de saberes, sem competição, como se estivéssemos em família.
O que me deixa feliz nos encontros de ex-colegas é saber que todas as colegas são pessoas bem sucedidas e de bem!

Claudete Maria Feier Fróes
Curso de Economia Doméstica ( 1972 - 1975)
Texto da primeira revista do Mandiocaço pág 42.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.