terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

IMERAB 1971 x IMEAB 2016

No ano de 1971 chegavam ao IMERAB ( Ijuí -) jovens estudantes de diversos municípios  do RS, unindo-se ao grupo que residia em Ijuí, a fim de cursar 0 " 2º grau" no Curso Técnico de Economia Doméstica ( CTED). Cheias de sonhos e com força de vontade para realizá-los formaram uma turma seleta de alunas dedicadas e estudiosas.
Após três anos de aulas teóricas e práticas, somando mais seis meses de estágio, aplicando com segurança e responsabilidade, além dos hábitos adquiridos nas aulas ministradas por excelentes professores, que eram também, bons orientadores, amigos e conselheiros, chegamos, em 1974, à tão esperada formatura, provando que os sonhos não ficam adormecidos. Hoje, as participantes de nossa turma estão espalhadas por diversas cidades  do Brasil, testemunhando a formação do caráter e da personalidade, sedimentados neste " nobre instituto" de ensino.
A base curricular do CTED era composta por disciplinas  teóricas e práticas entre elas, Vestuário ( aprendemos a confeccionar roupas...), Nutrição ( pratos saborosos, preparados e degustados),Decoração ( apreciamos belos ambientes), Música ( formação de " coral de vozes "), e Técnicas Agrícolas, com aulas na Fazenda Modelo.
Para irmos à Fazenda éramos levadas na carroceria do caminhão da Escola, sentadas " confortavelmente" em bancos de tábua, mas dava sensação de estarmos em " macios sofás", pois a alegria do grupo era contagiante. O interessante era que, para subir na carroceria, quando íamos a Fazenda, era fácil e rápido.Após a execução das atividades práticas na horta, no pomar e das caminhadas nos campos, porém, pelo " cansaço" das árduas tarefas realizadas precisávamos de " ajuda" dos alunos de Técnicos Agrícolas (TA) para subirmos na carroceria do " amado caminhão" e retornar à Escola. Os alunos de TA  iam à Fazenda antes de nós, mas, algumas vezes, retornávamos na mesma viagem. Era uma festa...Que legal!
Diante deste relato, muitas outras boas lembranças  me vêm à memória e isto me leva a agradecer a Deus, aos meus pais e aos colegas por ter sido aluna do" IMERAB," hoje "IMEAB."
Abraço a todos!

Neusa Konflanz - Soledade - RS.
Revista do Mandiocaço -  página 28.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.