terça-feira, 23 de maio de 2017

HOMENAGEM AO PROFESSOR ISAAC RIBEIRO FRÓES!

Me permitam nesta payada
Homenagear um guerreiro
Lá do garrão missioneiro
Com lombo e alma lavada
Que se criou dando linhada
Camuflado como urutáu
No rio Uruguai que não dá vau
Pescando dourado grande
Na primeira querência do Rio Grande
A velha São Nicolau!

Parido num mês de abril
Dia doze de trinta e nove
Ainda mocito resolve
Ir estudar em São Luiz
Depois partiu muy feliz
Pra capital do estado
Completar o aprendizado
E se formar professor
No Morro foi educador
Colégio Rural disciplinado!

De lá voltou pra querência
A sua terra natal, maga
A velha São Luiz Gonzaga
Pra repassar sua experiência
Que adquiriu com sapiência
De seus mestres menestréis
Em regime de quartéis
Na área de agricultura
 Professor de Suinocultura
ISAAC RIBEIRO FRÓES!

Depois se tornou componente
Este mestre, que muito sabe
Professor do nosso IMERAB
Membro do Corpo Docente
Fazendo os alunos virar gente
Formando profissionais de verdade
Pra servirmos a comunidade
Das aulas de base teórica
Para repassarmos na prática
O que aprendemos do ISAAC, com seriedade!

Velho IMERAB de antanho
No município de Ijuí
Que formou muitos guris
Técnicos Agrícola, em rebanho
Onde buscavam seus sonhos
Serem realizados na prática
Normal e Economia Doméstica
Os Cursos dos Mandioqueiros
Todos estudantes guerreiros
Com determinação fantástica!

Deste velho Corpo Docente
Educadores do colégio
Tivemos o privilégio
De sermos seus estudantes
O ISAAC é um dos reminiscentes
Por nós mandioqueiros lembrado
Ele é o nosso homenageado
Ali ele abandonou a vida solteira
Namorando uma mandioqueira
E saíram do colégio casados!

E desta união matrimonial
Entre a Claudete e o ISAAC
Daquele namoro de craques
Que a história marca e empolga
Na casa da saudosa dona Olga
Casaram e tiveram três filhos
Eles estão seguindo o trilho
Que mãe e pai se engalanam
Marcos, Graziela e Suzana
Uma família com muito brilho!

Ao arquiteto do universo
Aqui da querência missioneira
Proteja a família mandioqueira
Em minha oração nestes versos
E a todos os mestres dispeersos
Pelo garrão do continente
Vivam felizes e contentes
Amparados pelo soberano
Feliz setenta e oito anos
Desejamos ao ISAAC, felicidades constante!



Gobo Eleasibe José, Sto Ângelo, Missões, RS, Brasil!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário.